Alto escalão sai do PPS para permanecer no GDF

Diretor do Procon-DF, Oswaldo Morais, e o administrador do Guará, Carlos Nogueira, anunciaram que vão deixar a legenda; na semana passada, a executiva nacional do partido pediu que seus integrantes entregassem os cargos no governo Agnelo; presidente nacional do partido, considera que aliança coloca o PPS em posição constrangedora

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – A decisão do PPS Nacional de deixar o governo do Distrito Federal (GDF) pode não ter saído como o planejado. Nesta segunda-feira 14, o blog da jornalista Lílian Tahan informou que dois membros do partido vão deixar a legenda.

O diretor do Procon-DF, Oswaldo Morais, e o administrador do Guará, Carlos Nogueira, vão trocar o PPS pelo PHS e, desta maneira, continuar no GDF. O secretário de Justiça, Alírio Neto, está licenciado da legenda desde o dia 26 de abril e, de acordo com o blog, está flertando com o PMDB. Além disso, Alítio afirmou estar comprometido com o projeto da pasta.

O administrador de Planaltina, Nilvan Vasconcelos, e os deputados distritais Claudio Abrantes e Luzia de Paula, esta última membro da CPI da Arapongagem, são membros do partido.

Confira, na íntegra, a resolução do PPS Nacional:

PARTIDO POPULAR SOCIALISTA
Diretório Nacional

Resolução Orgânica nº 05/2012

Considerando as graves denúncias que pesam sobre o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, em torno das Operações Vegas e Monte Carlo, da polícia federal, atingindo áreas estratégicas de seu governo;

Considerando nossa participação no governo do Distrito Federal e em sua base parlamentar, o que tem exposto o partido, nacionalmente, a uma posição constrangedora, contrária aos princípios republicamos que defendemos;

Considerando, por fim, a posição do Diretório no Distrito Federal em continuar participando do governo e dando-lhe apoio, a despeito dos claros sinais de dirigentes nacionais e de seu integrante da bancada federal, Deputado Augusto Carvalho, no sentido de indicar o afastamento do governo do Distrito Federal;

A Comissão Executiva Nacional, pela unanimidade de seus membros,

RESOLVE:

Art. 1º. Determinar ao Diretório do PPS do Distrito Federal a imediata entrega de todos os cargos ocupados por filiados ao partido no Governo do Distrito Federal, com o consequente pedido de exoneração.

Art. 2º. Determinar o imediato rompimento do partido com a base parlamentar do Governo do Distrito Federal junto à Câmara Legislativa.

Brasília, 09 de maio de 2012.

Roberto Freire
Presidente Nacional

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247