Alvorada, onde mora Bolsonaro, tem proliferação de ratos

Palácio da Alvorada tem ratos circulando nos jardins, banheiros e bancos da entrada onde Bolsonaro cumprimenta apoiadores e fala com jornalistas. Desratização foi feita mas não resolveu o problema

(Foto: Reuters | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Com o início da política de isolamento social, o número de admiradores do presidente Jair Bolsonaro diminuiu na entrada do Palácio da Alvorada. Por outro lado, a residência oficial da Presidência da República passou a receber novos visitantes.  A informação é do jornal Folha de S.Paulo. 

Desde o início de abril, ratos têm se proliferado no entorno do palácio do g​overno em busca de restos de comida.

Antes raros no local, eles passaram a circular livremente nos jardins, banheiros e bancos localizados na entrada principal da residência oficial.

De acordo com a reportagem, a Secretaria-Geral, pasta responsável pela administração do patrimônio da Presidência da República, informou que, neste ano, foi feita uma desratização no final de janeiro. Após o questionamento da reportagem, uma nova foi realizada na quinta-feira (23)

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247