Aras é contido por segurança em briga com procurador durante sessão na PGR (vídeo)

"Vossa Excelência não é digno de respeito", disse Augusto Aras, procurador-geral da República, a colega no Conselho Superior do MPF

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


Metrópoles - O procurador-geral da República, Augusto Aras, se levantou da cadeira para discutir com um colega e precisou ser contido por seguranças na sessão do Conselho Superior do Ministério Público Federal nesta terça-feira (24/5). Aras afirmou que o subprocurador Nívio de Freitas não era “digno de respeito”.

Aras anunciou aos colegas que abriria uma votação, ao que foi interrompido por Nívio: “Posso sustentar meu ponto de vista, presidente?”. Aras respondeu: “Pode. Eu só não posso admitir aqui essa bagunça que o colega…”. Neste instante, Aras foi novamente interrompido por Nívio:

“Não, bagunça, Vossa Excelência também interferiu quando o colega estava falando. Então se vossa excelência quer respeito, me respeite também”. Em seguida, Aras retrucou: “Vossa Excelência não é digno de respeito”. O bate-boca começou. Depois de batidas nas mesas dos dois lados, Aras se levantou da cadeira e andou rapidamente em direção ao colega.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Vossa Excelência não é digno de respeito”, repetia Aras. Nívio dizia: “Não chegue perto de mim”. A segurança da PGR foi acionada e a transmissão de vídeo da sessão foi suspensa. Segundo colegas, Aras chamou Nívio de “carioca”, ao que ele respondeu: “Exatamente”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email