Arruda e Filippelli conseguem habeas corpus e deixam a prisão

Além do ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, e do ex-vice-governador Tadeu Filippelli, que também era assessor de Michel Temer no Palácio do Planalto, os outros sete presos na Operação Panatenaico, acusados de desvio de recursos públicos nas obras do estádio Mané Garrincha, em Brasília, também foram soltos; o ex-governador Agnelo Queiroz (PT) foi o primeiro a deixar a carceragem, na manhã desta quarta

Além do ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, e do ex-vice-governador Tadeu Filippelli, que também era assessor de Michel Temer no Palácio do Planalto, os outros sete presos na Operação Panatenaico, acusados de desvio de recursos públicos nas obras do estádio Mané Garrincha, em Brasília, também foram soltos; o ex-governador Agnelo Queiroz (PT) foi o primeiro a deixar a carceragem, na manhã desta quarta
Além do ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, e do ex-vice-governador Tadeu Filippelli, que também era assessor de Michel Temer no Palácio do Planalto, os outros sete presos na Operação Panatenaico, acusados de desvio de recursos públicos nas obras do estádio Mané Garrincha, em Brasília, também foram soltos; o ex-governador Agnelo Queiroz (PT) foi o primeiro a deixar a carceragem, na manhã desta quarta (Foto: Gisele Federicce)

Por Manoela Alcântara, do portal Metrópoles - O Tribunal Federal da 1ª Região (TRF-1) determinou a soltura de todos os presos que ainda estavam detidos no âmbito da Operação Panatenaico, que apura desvios na obra do Mané Garrincha.

Dessa forma, o ex-governador José Roberto Arruda (PR) e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB) se juntam ao grupo que deixou a carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE) nesta quarta-feira (31/5).

A decisão é do desembargador Federal Néviton Guedes, do TRF-1. O ex-governador Agnelo Queiroz (PT) foi o primeiro a deixar a carceragem, pela manhã.

Além de Agnelo, foram liberados o dono da Via Engenharia, Fernando Queiroz; e o ex-presidente da Novacap Nilson Martorelli. A ex-presidente da Terracap Maruska Lima foi beneficiada em outra decisão, do mesmo juiz. À tarde, também conseguiu a liberdade, por meio de habeas corpus, o ex-secretário da Copa Cláudio Monteiro.

As outras três pessoas que haviam sido detidas na última terça-feira (23) também foram soltas: Sérgio Lúcio, Jorge Salomão e Afrânio Roberto, acusados de intermediarem o pagamento de propina.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247