Barroso diz ser “assustador” ver atos pela ditadura: “sonham com um passado que nunca houve”

Ministro do STF se manifestou contras as carreatas que pedem o AI-5 neste domingo 19, mas nada disse sobre o gesto de Bolsonaro, que discursou e apoiou o grupo de Brasília

Ministro Roberto Barroso durante sessão da 1ª turma do STF.
Ministro Roberto Barroso durante sessão da 1ª turma do STF. (Foto: Nelson Jr./SCO/STF 11/02/2020)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso criticou as manifestações que aconteceram neste domingo 19 em diversas cidades do País e em defesa da ditadura militar e pelo AI-5.

“Só pode desejar intervenção militar quem perdeu a fé no futuro e sonha com um passado que nunca houve. Ditaduras vêm com violência contra os adversários, censura e intolerância. Pessoas de bem e que amam o Brasil não desejam isso”, escreveu no Twitter.

“É assustador ver manifestações pela volta do regime militar, após 30 anos de democracia. Defender a Constituição e as instituições democráticas faz parte do meu papel e do meu dever. Pior do que o grito dos maus é o silêncio dos bons (Martin Luther King)”, postou ainda.

Barroso nada mencionou, no entanto, sobre o discurso de Jair Bolsonaro a um desses grupos, em Brasília, onde declarou “acredito em vocês” e “não queremos negociar nada”, além de ter estimulado a aglomeração de pessoas em meio à quarentena.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247