BNDES aprova R$ 600 milhões para a CEB

Pedido do GDF foi aceito pelo banco de fomento; dinheiro ser investido na recuperao da Companhia Energtica de Braslia; rede de distribuio vai ser renovada e ampliada; projeo de fim dos apages a mdio prazo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O BNDES acaba de informar ao GDF a aprovação, pelo comitê de enquadramento do banco, do pedido de empréstimo feito para a CEB – Companhia Energética de Brasília –, no valor de R$ 600 milhões. Os recursos serão usados, segundo os termos do projeto aprovado, na recuperação e ampliação da rede de distribuição, com o sentido de resolver os seguidos apagãos sofridos na capital. O empréstimo também assinala o resgate da capacidade de investimentos e endividamento de Brasília – a cidade estava na lista negra de devedores.

O governador Agnelo Queiroz esteve no BNDES, este ano, para protocolar o pedido de empréstimo, depois de a administração pública ter sanado uma série de pendências financeiras do GDF. Até o ano passado, em razão de dívidas contraídas e não pagas pelos últimos governos de Brasília, o Distrito Federal não apresentava condições para se qualificar a novos pedidos de empréstimos e obtenção de financiamentos para investimentos.

Segundo técnicos, os apagões de energia registrados hoje em Brasília são resultado de anos de ausência de investimentos, por parte da companhia, em sua rede de distribuição. O último grande movimento da CEB foi o de apoiar a construção da geradora de Corumbá 4, durante a administração de Joaquim Roriz. Esse investimento foi considerado um grande erro estratégico. Além de endividar a companhia e tirá-la de sua vocação para a distribuição, ainda invabilizou a sua capacidade de realizar novos investimentos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email