Bolsonaro desafia STF e diz que não entregará celular: "só se fosse um rato"

Em entrevista à Jovem Pan, Bolsonaro afirmou que não vai entregar o celular, caso seja obrigado pela justiça. Ele disse: “só se o presidente da República for um rato pra entregar o telefone. Jamais entregaria um celular numa situação dessa. Só se fosse um rato pra entregar o telefone”

Bolsonaro STF e rato
Bolsonaro STF e rato (Foto: Agência Brasil / Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Nem com a divulgação do vídeo comprometedor que pode derrubar o governo, Bolsonaro atenuou seu discurso afrontoso às instituições e leis do país. Em entrevista à Jovem Pan, ele disse que não vai entregar o celular, caso seja obrigado pela justiça. O ex-capitão afirmou: “só se o presidente da República for um rato pra entregar o telefone. Jamais entregaria um celular numa situação dessa. Só se fosse um rato pra entregar o telefone” 

Bolsonaro classificou o pedido do STF à PGR como “uma aberração, um ultraje, uma irresponsabilidade”.

Ele ainda acrescentou: “imagina um telefone e eu entrego ele e vai para o senhor Celso de Mello e ele resolve divulgar ligações com chefes de estado, autoridades daqui ou trocas de ‘zap’? Não tem cabimento. Ele divulgou 99% da fita [da reunião ministerial]. É uma aberração, um ultraje, uma irresponsabilidade alguém querer ter acesso ao telefone funcional meu.”

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247