Braga Netto sinaliza veto ao impeachment e diz que é preciso ‘respeitar projeto escolhido pela maioria dos brasileiros’ (vídeo)

Num evento do Exército nesta terça-feira 20, o ministro da Defesa, general Braga Netto, afirmou que as Forças Armadas seguem prontas para garantir a liberdade e a democracia, além de estarem preparadas para sempre servir aos interesses nacionais

Ministro da Defesa, general Braga Netto
Ministro da Defesa, general Braga Netto (Foto: Alexandre Manfrim/Ministério da Defesa)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, fez um discurso em tom de ameaça usando o nome das Forças Armadas para garantir a permanência do governo de Jair Bolsonaro nesta terça-feira 20, durante um evento de troca de comando do Exército. 

“O momento requer um maior esforço de união nacional, com foco no combate à pandemia e no apoio à vacinação. Hoje, o País precisa estar unido contra qualquer tipo de iniciativa de desestabilização institucional que altere o equilíbrio entre os Poderes e prejudique a prosperidade do Brasil”, declarou.

“Enganam-se aqueles que acreditam estarmos sobre um terreno fértil para iniciativas que possam colocar em risco a liberdade conquistada por nossa nação. É preciso respeitar o rito democrático e o projeto escolhido pela maioria dos brasileiros para conduzir os destinos do País”, completou.

Ele afirmou ainda que as Forças Armadas seguem prontas para garantir a liberdade e a democracia, além de estarem preparadas para sempre servir aos interesses nacionais. “Neste período de intensa comoção e incertezas que colocam à prova a maturidade, a independência e harmonia das instituições democráticas brasileiras, o Exército, a Marinha e Força Aérea mantêm o foco em suas missões constitucionais, permanecendo sempre atentas à conjuntura nacional”.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email