Brasília além do óbvio

Vdeo veiculado em TVs e aeroportos quer mostrar que a cidade muito mais que a poltica

Siga o Brasil 247 no Google News

Brasília 247 — Esqueça a imagem do Congresso, da Esplanada dos Ministérios ou da Praça dos Três Poderes. Em um vídeo de pouco mais de 2 minutos, Brasília é retratada de ângulos que, às vezes, passam despercebidos por quem visita a cidade, em face da quantidade de escândalos políticos a que é relacionada. A capital é apresentada partir dos esportes, da gastronomia e da música. Há sequências no Mercado Municipal de Brasília, em um conhecido pub e de pessoas praticando wake surf no Lago Paranoá. O filme também relembra o título de Patrimônio Mundial, concedido a Brasília em 1987 pela Unesco.

O vídeo, encomendado pela Secretaria de Turismo, está sendo veiculado desde o fim de novembro em canais de TVs abertos e nos aeroportos de São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e no próprio aeroporto de Brasília. Trata-se de uma tentativa de ampliar a vocação turística da cidade, que hoje é essencialmente voltada para o turismo de negócios.

A ação promocional visa a prolongar o tempo de estada dos visitantes na cidade. Assim, em vez de passar apenas um ou dois dias na cidade, os visitantes programariam mais um dia para conhecer Brasília. A escolha das capitais da Região Sudeste não foi à toa, já que são elas que mais enviam visitantes para cá.

Os brasilienses também são foco da ação. Segundo um levantamento interno da Setur, as pessoas que moram aqui não sabem das opções de lazer que a cidade oferece. Além disso, é uma forma de o governo fazer as pazes com os habitantes. Isso porque um argumento implícito no vídeo é o de que a população não é culpada pela corrupção nas esferas de poder.

PUBLICIDADE

O filmete “ Brasília, Patrimônio Mundial” deve ser exibido até o final deste ano. No making of do vídeo, o editor Pedro Bedê diz que as gravações duraram quatro dias e foram utilizadas 29 locações. O material bruto total tem 25 horas, foi reduzido a duas horas e, então, a dois minutos.

Também no making of, o diretor de cena Cesar Netto conta que se preocupou em conquistar o público local. “O maior desafio foi contar uma história agradável principalmente para quem mora aqui”, diz.

PUBLICIDADE

O Brasília 247 ligou na Secretaria de Publicidade do GDF para saber quanto foi gasto na produção do filme, mas não houve retorno até o fechamento da reportagem.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email