Caminhão da Mulher chega ao Itapoã

Cidade Satlite a quarta a receber a unidade mvel; j foram realizados mais de 3 mil exames entre mamografias, ultrassonografias e preventivos

Agência Brasília – O governador Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama Ilza Queiroz, visitou, nesta quinta-feira, a Unidade Móvel de Saúde da Mulher, que está na Quadra 61 do Itapoã. O Caminhão da Mulher atende a quarta cidade do Distrito Federal, depois de passar pelo Condomínio Pôr do Sol, Núcleo Rural Taquara ,em Planaltina, e Estrutural. “É uma experiência vitoriosa. Em dois meses, nós já realizamos, com esse serviço, 3149 exames. É uma produtividade espetacular, com estrutura, aparelhos, investimentos com instalações, vigilância, energia, tudo isso que representa um serviço de qualidade de saúde”, disse o governador. “Estamos providenciando mais três unidades para poder atender adequadamente toda população do Distrito Federal”, completou Agnelo Queiroz.

Para a secretária da Mulher, Olgamir Amancia, o governo realiza uma ação concreta de salvamento de vidas. “Os dados revelam que os cânceres de colo de útero e de mama são os grandes responsáveis, além da violência, pela morte das mulheres. Se considerarmos que, nós mulheres, somos mais de 52% da população e que estamos em todas as áreas contribuindo para gerar riqueza para esta unidade da Federação e para o Brasil, é uma ação de cidadania”, explicou a secretária.

A doméstica Gorete de Souza, 44 anos, há muito tempo não realizava exames preventivos. “Gostei muito do atendimento. Fiz ecografia, mamografia e preventivo. Achei uma ótima iniciativa do governo porque para conseguirmos tempo para marcar esses exames longe da nossa casa é muito difícil. Perdemos tempo e o dia de trabalho”, contou Gorete. O serviço faz parte da ação do Governo do Distrito Federal para recuperar a qualidade dos serviços da rede pública de saúde. A próxima cidade que receberá a Unidade Móvel de Saúde da Mulher será Sobradinho.

A unidade chegou ao Itapoã na quarta-feira (2) e permanece na cidade até o 18 de maio: o atendimento é realizado na Quadra 61, próximo ao Restaurante Comunitário. O serviço funciona nos dias úteis, das 8h às 12h e das 13h às 17h. No início da manhã, são distribuídas as senhas de atendimento daquele turno. No começo da tarde, o procedimento se repete. A meta é realizar, por dia, 40 mamografias, 50 ultrassonografias e 40 exames de Papanicolau. Do total de vagas oferecidas, 80% são reservadas às moradoras da região onde a unidade está instalada.

As mulheres interessadas em fazer os exames devem apresentar documentos pessoais e comprovante de residência. Para fazer a mamografia, a paciente deve ter 40 anos ou mais e o pedido médico. O Papanicolau não possui pré-requisitos, mas é feito, preferencialmente, em mulheres que tenham se submetido a ele há mais de um ano. A previsão é de que o caminhão permaneça no local nas próximas três semanas.

Balanço

No Condomínio Pôr do Sol, em Ceilândia, foram feitos 1.176 exames, sendo 387 mamografias, 429 ultrassonografias e 360 preventivos. O Caminhão da Saúde esteve na cidade entre 12 e 23 de março. Os números, segundo o governador Agnelo Queiroz, demonstram os benefícios da unidade itinerante. “O caminhão facilita o acesso a exames para diagnosticar as doenças que mais matam as mulheres: o câncer de mama e o de colo do útero”, afirma. Em Planaltina, onde o atendimento priorizou as moradoras do núcleo rural Taquara, a unidade móvel chegou no dia 26 de março e ficou até 5 de abril. Durante o período, foram realizados 756 exames. Entre eles, 291 mamografias e 335 ultrassonografias. Já o número de preventivos foi bem menor: 130. De acordo com a Secretaria de Saúde, isso já era esperado, uma vez que a localidade já possui boa cobertura desse tipo de exame.

Na Estrutural, a abrangência foi maior, mesmo com os números parciais. Entre os dias 9 e 20 de abril, o Caminhão da Mulher atendeu 1.217 moradoras no Centro de Saúde da região. Ao todo, foram realizadas 380 mamografias, 449 ultrassonografias e 388 preventivos. A unidade ficou na cidade até 30 de abril. Todas as mulheres que apresentaram alterações nos exames foram encaminhadas para unidades específicas da rede pública do DF.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247