Comando informal de Carlos Bolsonaro na comunicação do Planalto abre nova crise no governo

Filho de Jair Bolsonaro é quem define a comunicação do governo – o que irrita servidores da Secom

Carlos Bolsonaro
Carlos Bolsonaro (Foto: Divulgação/Câmara Municipal do Rio de Janeiro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "A retomada da comunicação do governo pelo vereador Carlos Bolsonaro gerou mais uma crise entre a Secom, que cuida da comunicação da Presidência, e o gabinete de Jair Bolsonaro. Com o retorno da atuação do filho 02 do presidente no Palácio do Planalto nas últimas semanas, a secretaria de comunicação ficou ainda mais alijada de informações do presidente. Dados básicos, como a agenda de Bolsonaro, por exemplo, não chegam a quem trabalha na área", informa a jornalista Bela Megale, em sua coluna no Globo.

"O comentário geral entre membros da Secom é de que Carlos Bolsonaro deveria assumir formalmente o posto de chefe da comunicação da Presidência, pois assim haveria chance de conseguirem trabalhar", diz ela.

Saiba como apoiar o documentário "A história secreta da cloroquina", que será produzido por Joaquim de Carvalho, na TV 247.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email