Como FHC, Álvaro Dias é poupado na Lava Jato

Mais um episódio de proteção partidária explícita foi detectado na operação Lava Jato: Álvaro Dias, senador pelo Podemos (PR), foi citado como beneficiário em dois momentos pela força-tarefa, sem jamais ter sido investigado. O senador é um defensor público da Lava Jato.

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Mais um episódio de proteção partidária explícita foi detectado na operação Lava Jato: Álvaro Dias, senador pelo Podemos (PR), foi citado como beneficiário em dois momentos pela força-tarefa, sem jamais ter sido investigado. O senador é um defensor público da Lava Jato. 

A reportagem do portal Uol destaca que "a PGR (Procuradoria-Geral da República), órgão responsável por investigar parlamentares com foro privilegiado, declarou que não tem apurações a respeito de Dias. Questionado, o MPF (Ministério Público Federal) do Paraná informou que não comenta inquéritos que possam ter passado pelo órgão. Já a PF (Polícia Federal) de São Paulo, que trabalhou em um caso no qual Dias foi citado, não respondeu à reportagem, mas informou em documento que nunca investigou o senador."

A matéria ainda acrescenta que "Alvaro Dias tem se dedicado a denunciar o que ele chama de 'tentativas de dinamitar a Lava Jato'. Essas tentativas, segundo ele, estão ligadas à publicação de diálogos mantidos entre o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e procuradores da força-tarefa da Lava Jato de Curitiba pelo site The Intercept Brasil, em parceria com outros veículos."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247