Congresso deverá rejeitar suspensão da Lei de Acesso de Informação decretada por Bolsonaro

O Congresso Nacional deverá rejeitar a medida do governo Jair Bolsonaro de suspender os prazos de resposta previstos na Lei de Acesso à Informação (LAI). Parlamentares teriam assegurado que o ocupante do Planalto não terá sucesso em nenhuma investida neste sentido

Jair Bolsonaro e Congresso Nacional
Jair Bolsonaro e Congresso Nacional (Foto: Reuters)

247 - Parlamentares do Congresso Nacional deverão rejeitar a medida do governo Jair Bolsonaro de suspender os prazos de resposta previstos na Lei de Acesso à Informação (LAI). A posição do Legislativo reflete a extrema dificuldade de articulação política da atual administração junto a congressistas. A restrição à LAI fere o princípio da transparência na administração pública – o que foi duramente criticado pela deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR).

De acordo com a jornalista Vera Magalhães, uma "blitz matinal com algumas das principais lideranças do Congresso mostra que as restrições à Lei de Acesso à Informação Pública, introduzidas como jabuti na árvore na MP 928, não vão ser aceitas". "Bolsonaro não terá sucesso em nenhuma investida do gênero, asseguram parlamentares", disse ela no Twitter. 

A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), repudiou a medida do governo "justamente quando várias medidas estão sendo tomadas e compras feitas pra conter epidemia". "O que Bolsonaro quer esconder?", questionou. 

 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247