Conheça o projeto das novas passagens subterrâneas do Eixão

Proposta vencedora inclui ciclovia e espaços de convivência; escritório do arquiteto Gustavo Partezani tem 60 dias para entregar o projeto executivo; exposição com os projetos finalistas está aberta a visitação no Foyer do Teatro Nacional Cláudio Santoro

Agência Brasília – Está em vigor o contrato de prestação de serviços para elaboração do projeto executivo vencedor do Concurso Nacional de Arquitetura para Requalificação das Passagens sob o Eixão.

O trabalho vencedor mistura espaço de convivência a uma ciclovia que ficará no canteiro central do Eixo Rodoviário, atravessando as 16 passagens subterrâneas das Asas Norte e Sul. Haverá ainda estrutura de acessibilidade e integração com as estações do metrô. "Haverá um espaço de convivência mais interessante. A passagem se torna mais convidativa para as pessoas e isso é o que nós queremos: induzir as pessoas a passarem por ali", afirma o governador Agnelo Queiroz.

A equipe do escritório paulista Piratininga Arquitetos Associados, liderada pelo arquiteto Gustavo Partezani, foi quem elaborou o projeto executivo vencedor que ainda precisa ser aprovado pela Administração Regional de Brasília e pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A presidente da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), Ivelise Longhi, explica que o projeto vencedor precisa passar por algumas etapas para ser implantado. "O ganhador tem até 60 dias para entregar ao governo o projeto executivo. Depois de passar pelo Iphan e pela Administração de Brasília, o próximo passo será a licitação para a contratação do projeto e construção da obra", explica Ivelise Longhi.

A concorrência pública foi definida por um grupo de trabalho criado com a finalidade de melhorar a segurança no Eixo Rodoviário Norte-Sul e coordenado pelo vice-governador Tadeu Filippelli. O objetivo é estimular a travessia dos pedestres pelas 16 passagens subterrâneas existentes nas Asas Norte e Sul.

"Em outubro do ano passado, criamos um grupo de trabalho com IAB [Instituto dos Arquitetos do Brasil], Iphan, DER e Detran, e conseguimos buscar um entendimento em torno desta ideia", detalha o vice-governador.

O projeto

O trabalho vencedor mescla um espaço de convivência a uma ciclovia que ficará localizada no canteiro central do Eixo Rodoviário atravessando as 16 passagens subterrâneas das Asas Norte e Sul. O projeto conta ainda com uma estrutura de acessibilidade para pessoas com necessidades especiais e propõe uma integração com as demais passagens e com as estações do metrô. Outro ponto em que se baseia o projeto é criar um lugar agradável e atrativo para estimular a travessia segura.

Para o arquiteto Gustavo Partezani, o grande desafio foi realizar o projeto sem ferir o tombamento da cidade. "Sabemos que o tombamento é uma questão que é cuidadosamente avaliada em todos os projetos de mobilidade urbana de Brasília. Nossa proposta foi garantir mobilidade ao pedestre e estimular a utilização da bicicleta", observa o arquiteto. Ainda de acordo com Partezani, a meta vai além de resolver o problema pontual da travessia, mas articula as 16 passagens por meio de uma solução típica, estruturada por uma ciclovia. "São mais de 13km de ciclovia, de ponta a ponta", completa.

Além de Gustavo Partezani, a equipe vencedora é composta pelos arquitetos Daniel Maeda, Diogo Esteves, Guilherme de Vibar, Ingrid Ori e Rafael Costa.

Espírito da cidade
O espaço de convivência proposto no projeto poderá se transformar, posteriormente, em locais comerciais ou praças de lazer, sem ferir o tombamento da cidade.

Os serviços de manutenção das passagens subterrâneas, como limpeza, troca de lâmpadas e complementação de ladrilhos que faltam, continuam a ser feitos pelo governo até a construção definitiva das novas passagens subterrâneas.

O concurso, realizado pelo Governo do Distrito Federal, foi executado por meio da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) e da seccional DF do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-DF). A solenidade de premiação ocorreu no Foyer do Teatro Nacional Cláudio Santoro, na noite da última quarta-feira (9), e marcou também a abertura de uma exposição com os trabalhos apresentados pelos finalistas, que ficará em cartaz até 20 de maio.

Serviço
Exposição dos trabalhos finalistas do Concurso Nacional de Arquitetura para Requalificação das Passagens sob o Eixão
Dias: terça a domingo
Horário: 9h as 20h
Local: Foyer do Teatro Nacional Cláudio Santoro
Entrada gratuita

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247