Contrato emergencial garante limpeza em Brasília

O governo de Brasília assinou um contrato emergencial para garantir a continuidade da limpeza urbana em seis regiões administrativas: Águas Claras, Ceilândia, Cidade Estrutural, Park Way (Quadras 4, 5 e 6), Taguatinga e Vicente Pires; a dispensa de licitação está publicada no Diário Oficial do DF; acordo atual termina nesta terça-feira (30), sem possibilidade de prorrogação; o novo acordo tem valor total estimado de R$ 40,8 milhões pelo período de seis meses 

O governo de Brasília assinou um contrato emergencial para garantir a continuidade da limpeza urbana em seis regiões administrativas: Águas Claras, Ceilândia, Cidade Estrutural, Park Way (Quadras 4, 5 e 6), Taguatinga e Vicente Pires; a dispensa de licitação está publicada no Diário Oficial do DF; acordo atual termina nesta terça-feira (30), sem possibilidade de prorrogação; o novo acordo tem valor total estimado de R$ 40,8 milhões pelo período de seis meses 
O governo de Brasília assinou um contrato emergencial para garantir a continuidade da limpeza urbana em seis regiões administrativas: Águas Claras, Ceilândia, Cidade Estrutural, Park Way (Quadras 4, 5 e 6), Taguatinga e Vicente Pires; a dispensa de licitação está publicada no Diário Oficial do DF; acordo atual termina nesta terça-feira (30), sem possibilidade de prorrogação; o novo acordo tem valor total estimado de R$ 40,8 milhões pelo período de seis meses  (Foto: Leonardo Lucena)

Samira Pádua, da Agência Brasília - O governo de Brasília assinou um contrato emergencial para garantir a continuidade da limpeza urbana em seis regiões administrativas: Águas Claras, Ceilândia, Cidade Estrutural, Park Way (Quadras 4, 5 e 6), Taguatinga e Vicente Pires. A dispensa de licitação está publicada no Diário Oficial do DF desta segunda-feira (29). O acordo atual termina amanhã (30), sem possibilidade de prorrogação.

A contratação para os serviços que têm início na quarta-feira, 1º de julho, engloba a operação e manutenção da Usina de Triagem e Compostagem de Ceilândia. Fica assegurada, também, a compostagem, no pátio dessa unidade, da parcela de resíduos orgânicos processados na Usina de Triagem e Compostagem da Asa Sul.

"Analisamos três orçamentos e fechamos com a empresa que já opera esses serviços [Valor Ambiental], optando pelo menor valor e evitando a descontinuidade do serviço", informa o diretor técnico do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Paulo Celso dos Reis.

O novo acordo tem valor total estimado de R$ 40.852.908,54 pelo período de seis meses ou até a finalização do procedimento licitatório regular, anunciado em 21 de maio e suspenso pelo Tribunal de Contas do DF. O SLU estuda os questionamentos feitos pelo órgão, para que seja dado andamento ao processo.

Acesse o texto da autorização para dispensa de licitação publicada no Diário Oficial do DF.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247