Cristovam vê impeachment cada vez mais próximo

Para o senador, está cada dia mais difícil acreditar que a presidente Dilma Rousseff vai reerguer seu governo e terminar o mandato; "É lamentável, mas eu começo a achar que a gente precisa se preparar para isso. Porque a presidente não parece ter o interesse necessário em fazer os gestos, as ações que tragam para ela a necessária credibilidade", discursou Cristovam Buarque (PDT-DF) em plenário

Para o senador, está cada dia mais difícil acreditar que a presidente Dilma Rousseff vai reerguer seu governo e terminar o mandato; "É lamentável, mas eu começo a achar que a gente precisa se preparar para isso. Porque a presidente não parece ter o interesse necessário em fazer os gestos, as ações que tragam para ela a necessária credibilidade", discursou Cristovam Buarque (PDT-DF) em plenário
Para o senador, está cada dia mais difícil acreditar que a presidente Dilma Rousseff vai reerguer seu governo e terminar o mandato; "É lamentável, mas eu começo a achar que a gente precisa se preparar para isso. Porque a presidente não parece ter o interesse necessário em fazer os gestos, as ações que tragam para ela a necessária credibilidade", discursou Cristovam Buarque (PDT-DF) em plenário (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Senado - O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) afirmou nesta segunda-feira 28 em Plenário que está cada dia mais difícil acreditar que a presidente da República, Dilma Rousseff, vai reerguer seu governo e terminar o mandato.

Para o senador, com a crise econômica e a crise de credibilidade do governo federal, a possibilidade de um impeachment da presidente vem aumentando. Para ele, o atual governo vem administrando a economia de maneira imprevidente, o que desestabilizou as finanças públicas e fez o país parar de crescer.

O senador acrescentou que, se realmente houver o impedimento da presidente Dilma, o processo constitucional e democrático precisa ser mantido e respeitado.

— É lamentável, mas eu começo a achar que a gente precisa se preparar para isso. Porque a presidente não parece ter o interesse necessário em fazer os gestos, as ações que tragam para ela a necessária credibilidade.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247