Criticado por apoiadores, Bolsonaro pede 'desculpa' e 'paciência' após a escolha de Augusto Aras

"Pessoal, desculpa aí. Vamos ter paciência. O Brasil tem muita, mas muita coisa errada", disse Jair Bolsonaro a apoiadores na porta do Palácio do Alvorada, após reclamar de críticas pela escolha de Augusto Aras para a PGR e dos vetos ao projeto de lei de abuso de autoridade

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

247 - Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira, 5, "desculpa" e "paciência" a seus apoiadores pela escolha do procurador Augusto Aras como Procurador Geral da República e pelo veto a trechos do projeto de lei de abuso de autoridade. 

"A vida nossa não é fácil. Qualquer decisão tomada, para um lado ou para outro, tem problemas. Hoje anunciei os vetos da lei do abuso de autoridade, e acolhi todas as indicações do Moro, todas as indicações do nosso advogado-geral da União, pelo CGU e também pelo chefe da nossa Casa Civil. Todos. E indiquei a tarde o procurador-geral da República. Estou recebendo muita crítica de gente que votou em mim", afirmou Bolsonaro na chegada do Palácio do Alvorada, no início da noite desta quinta-feira.

Aos seus apoiadores, Bolsonaro explicou que tinha um “universo pequeno” para escolher o novo procurador e rebateu os pedidos para que fosse colocado um integrante da força-tarefa da Lava-Jato. "Pessoal, desculpa aí. Vamos ter paciência. O Brasil tem muita, mas muita coisa errada. Não vamos ter outra chance a não ser essa que Deus me deu", disse ele.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247