Cunha adia defesa no Conselho de Ética

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apresentaria documentação nesta segunda-feira, no processo de quebra de decoro parlamentar, mas agora isso deverá acontecer na terça ou quarta-feira, segundo o jornalista Chico de Gois; ele não informou o motivo do adiamento; na representação contra o presidente da Câmara, PSOL e Rede argumentam que ele mentiu em depoimento à CPI da Petrobras, em março, quando disse que não tinha contas no exterior

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apresentaria documentação nesta segunda-feira, no processo de quebra de decoro parlamentar, mas agora isso deverá acontecer na terça ou quarta-feira, segundo o jornalista Chico de Gois; ele não informou o motivo do adiamento; na representação contra o presidente da Câmara, PSOL e Rede argumentam que ele mentiu em depoimento à CPI da Petrobras, em março, quando disse que não tinha contas no exterior
Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apresentaria documentação nesta segunda-feira, no processo de quebra de decoro parlamentar, mas agora isso deverá acontecer na terça ou quarta-feira, segundo o jornalista Chico de Gois; ele não informou o motivo do adiamento; na representação contra o presidente da Câmara, PSOL e Rede argumentam que ele mentiu em depoimento à CPI da Petrobras, em março, quando disse que não tinha contas no exterior (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), adiou a apresentação de sua defesa no Conselho de Ética, no processo de quebra de decoro parlamentar, que estava prevista para esta segunda-feira. Segundo o jornalista Chico Gois, agora isso deverá acontecer na terça ou quarta-feira. Não foi informado o motivo do adiamento.

O processo contra o presidente da Câmara foi instaurado dia 3 deste mês e o relator designado para o caso foi Fausto Pinato (PRB-SP). Cunha tem até dias para sua defesa após apresentação do relatório preliminar por Pinato.

Na representação contra o presidente da Câmara, PSOL e Rede argumentam que ele mentiu em depoimento à CPI da Petrobras, em março, quando disse que não tinha contas no exterior. No entanto, documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça à Procuradoria-Geral da República mostram a existência dessas contas (leia mais).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email