Cunha e Funaro ficam frente a frente durante depoimento de Fabio Cleto

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o doleiro Lúcio Funaro ficaram frente a frente nesta quinta-feira (26) em uma audiência na Justiça Federal para acompanhar o depoimento do ex-vice presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto; os três são réus na Operação Sépsis, um desdobramento da Lava Jato, que investiga um esquema de propinas na CEF; Cleto revelou pagamento de 1,5% ao grupo de Cunha sobre o valor liberado em 2011 pela Caixa para o Porto Maravilha, na zona portuária do Rio de Janeiro - uma obra de R$ 3,5 bilhões

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o doleiro Lúcio Funaro ficaram frente a frente nesta quinta-feira (26) em uma audiência na Justiça Federal para acompanhar o depoimento do ex-vice presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto; os três são réus na Operação Sépsis, um desdobramento da Lava Jato, que investiga um esquema de propinas na CEF; Cleto revelou pagamento de 1,5% ao grupo de Cunha sobre o valor liberado em 2011 pela Caixa para o Porto Maravilha, na zona portuária do Rio de Janeiro - uma obra de R$ 3,5 bilhões
O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o doleiro Lúcio Funaro ficaram frente a frente nesta quinta-feira (26) em uma audiência na Justiça Federal para acompanhar o depoimento do ex-vice presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto; os três são réus na Operação Sépsis, um desdobramento da Lava Jato, que investiga um esquema de propinas na CEF; Cleto revelou pagamento de 1,5% ao grupo de Cunha sobre o valor liberado em 2011 pela Caixa para o Porto Maravilha, na zona portuária do Rio de Janeiro - uma obra de R$ 3,5 bilhões (Foto: Charles Nisz)

Brasília 247 - O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o doleiro Lúcio Funaro ficaram frente a frente nesta quinta-feira (26) em uma audiência na Justiça Federal em Brasília para acompanhar o depoimento do ex-vice presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto. Os três são réus na Operação Sépsis, um desdobramento da Lava Jato, que investiga um esquema de propinas envolvendo financiamentos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), administrado pela CEF.

Foi a primeira encontro entre Cunha e Funaro desde que o conteúdo da delação do doleiro foi divulgado. Funaro estendeu a mão para cumprimentar Cunha, mas foi ignorado pelo ex-parlamentar. Os dois deverão prestar depoimento nesta sexta-feira (26). O interrogatório de Cleto também foi acompanhado pelo ex-ministro do Turismo e ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves, preso no Rio Grande do Norte e também réu do mesmo processo.

 Em depoimento ao juiz federal Vallisney Souza Oliveira, Fábio Cleto, que está preso em Campinas e fechou acordo de delação premiada, confirmou que a sua indicação para a vice-presidência da Caixa foi feita por Eduardo Cunha e avalizada por Henrique Eduardo Alves. Funaro também confirmou a informação prestada por Cleto. Na delação Cleto revelou um esquema de desvio de dinheiro do banco e afirmou que Cunha ficava com a maior parte da propina. Cleto era o responsável pela liberação de recursos do fundo para empresas e, em troca, as empresas pagavam propina ao grupo, liderado por Cunha.

"Eu tinha condição de atrapalhar o andamento da empresa dentro da Caixa Econômica", afirmou Cleto. O executivo esteve na Caixa de abril de 2011 a abril de 2015. Inicialmente, os repasses eram acertados com Funaro, mas após um desentendimento com o doleiro, a propina era negociada diretamente com Cunha.

Porto Maravilha
Cleto revelou pagamento de 1,5% ao grupo de Cunha sobre o valor liberado em 2011 pela Caixa para o Porto Maravilha, na zona portuária do Rio de Janeiro - uma obra de R$ 3,5 bilhões.

O ex-presidente da Caixa descreveu uma reunião, convocada por Cunha, em um hotel de São Paulo para explicar a executivos de empreiteiras envolvidas nas obras como estava  a situação da liberação dos recursos para o Porto Maravilha. Cunha acenava a cabeça em tom de discordância durante o depoimento de Cleto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247