Defesa de Alexandre Paes dos Santos contesta denúncia na Zelotes

O advogado Daniel Gerber, que faz a defesa de Alexandre Paes dos Santos, manifesta em nota: "Lamentável que a cultura punitivista que temos, atualmente, transforme qualquer atividade lícita em suspeita. Ressalta que seu cliente é um empresário respeitado no país e irá demonstrar, nos autos, a inexistência de qualquer ilícito no desenvolver de suas atividades", conclui Gerber

O advogado Daniel Gerber, que faz a defesa de Alexandre Paes dos Santos, manifesta em nota: "Lamentável que a cultura punitivista que temos, atualmente, transforme qualquer atividade lícita em suspeita. Ressalta que seu cliente é um empresário respeitado no país e irá demonstrar, nos autos, a inexistência de qualquer ilícito no desenvolver de suas atividades", conclui Gerber
O advogado Daniel Gerber, que faz a defesa de Alexandre Paes dos Santos, manifesta em nota: "Lamentável que a cultura punitivista que temos, atualmente, transforme qualquer atividade lícita em suspeita. Ressalta que seu cliente é um empresário respeitado no país e irá demonstrar, nos autos, a inexistência de qualquer ilícito no desenvolver de suas atividades", conclui Gerber (Foto: Felipe L. Goncalves)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – Leia, abaixo, nota da defesa de Alexandre Paes dos Santos, representada pelo advogado Daniel Gerber sobre a denúncia da Operação Zelotes aceita pelo juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília.

O advogado Daniel Gerber, que faz a defesa de Alexandre Paes dos Santos, manifesta em nota: "Lamentável que a cultura punitivista que temos, atualmente, transforme qualquer atividade lícita em suspeita. Ressalta que seu cliente é um empresário respeitado no país e irá demonstrar, nos autos, a inexistência de qualquer ilícito no desenvolver de suas atividades", conclui Gerber.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247