"Demissão de Ernesto Araújo" foi recado de Mourão para a sociedade

Ao dizer que o pior diplomata do mundo poderá vir a ser demitido, o general Hamilton Mourão sinalizou sobre como agiria se fosse presidente no lugar de Jair Bolsonaro

(Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – As entrevistas do vice-presidente Hamilton Mourão em que ele afirmou que o chanceler Ernesto Araújo, considerado por especialistas "o pior diplomata do mundo", poderá vir a ser demitido, foi lida por especialistas como um recado à sociedade, sobre como ele agiria se fosse presidente da República, segundo informa a coluna política do Estado de S. Paulo.

"Hamilton Mourão concedeu duas entrevistas importantes em menos de 24 horas e, em uma delas, 'demitiu' o chanceler Ernesto Araújo, seu desafeto. O entorno do vice-presidente enxergou movimento dele para 'marcar posição' e mostrar, claramente, que Mourão, em alguns casos, discorda de Jair Bolsonaro. Segundo um aliado do general, Mourão é um ativo mal utilizado pelo governo e poderia estar ocupando papel mais importante na busca por estabilidade da gestão de Bolsonaro (se é que o presidente ainda busca algum tipo de estabilidade)", aponta a coluna.

"O 'marcar posição' de Mourão também pode ser lido de outra forma: a sociedade e os políticos precisam ter ao menos uma ideia de como ele agiria se fosse o presidente", prossegue ainda a coluna. "Governistas admitem que, se Mourão falou que o chanceler será demitido, é mais provável que Bolsonaro mantenha Araújo no cargo. Ainda mais depois dos gritos de 'mito' proferidos pelo ministro enquanto o presidente dava mais um show de quebra de decoro".

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email