Depois de três meses, governo Bolsonaro oficializa uso da Força Nacional nos incêndios no Pantanal

Portaria do governo Jair Bolsonaro autoriza 40 bombeiros da Força Nacional de Segurança Pública a trabalharem no combate aos incêndios na região do Pantanal, em Mato Grosso do Sul

Queimadas no Pantanal
Queimadas no Pantanal (Foto: Sílvio de Andrade)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Agência Brasil - O governo Jair Bolsonaro publicou uma portaria que autoriza 40 bombeiros da Força Nacional de Segurança Pública a trabalharem no combate aos incêndios na região do Pantanal, em Mato Grosso do Sul. Os bombeiros atuarão na região por 30 dias, prazo que poderá ser prorrogado. O Pantanal teve um aumento de cerca de 180% na quantidade de focos de incêndio. Em 2019 foram registrados 10.025 focos. Só o mês de setembro teve pelo menos 80% das queimadas de todo o ano anterior.

Segundo a pasta, o envio atende a pedido do governador do MS, Reinaldo Azambuja. Além do efetivo da Força Nacional, o apoio ao estado conta com o envio de doze viaturas. O combate às queimadas será realizado por profissionais e equipamentos especializados para este tipo de ação.

Mais de 40 bombeiros da Força Nacional de Segurança Pública já atuam desde o dia 24 de setembro na região pantaneira, na divisa entre os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. 

De acordo com ministério, os militares estão atuando em localidades da região do Pantanal, além de auxiliar na contenção em propriedades particulares e de áreas de preservação ambiental. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email