Divergência sobre veto afeta base de Bolsonaro no Senado e ameaça desoneração da folha

O resultado da votação do reajuste de salários para servidores no Senado desagradou o Planalto e a forte articulação para a manutenção do veto na Câmara dos Deputados incomodou os senadores

(Foto: Edilson Rodrigues)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após o Senado ter derrubado o veto de Jair Bolsonaro que impedia o reajuste de salários para servidores em 2021, integrantes do governo federal se irritaram com a decisão, inclusive o ministro da Economia, Paulo Guedes. O resultado da votação no Senado desagradou o Planalto e a forte articulação para a manutenção do veto na Câmara dos Deputados desagradou os senadores. Com isso, a base de Bolsonaro no Senado está comprometida, segundo a Folha de S. Paulo.

A divergência entre senadores e o governo Bolsonaro ameaça a votação sobre a desoneração da folha de pagamento, que deve acontecer no dia 2 de setembro.

“É óbvio que se tivesse [o governo] um pouquinho de inteligência e boa vontade, já teria definido. Aí por uma burocracia dessas ficam travando. Não passa a desoneração. Ela vai ser derrubada e prorrogada”, diz o vice-líder do governo no Senado, Izalci Lucas (PSDB-DF).

Sem o veto de Bolsonaro sobre a desoneração, que dá benefícios fiscais às empresas, o governo federal espera deixar de arrecadar R$ 10,2 bilhões.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247