CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasília

Do Val acusa Eliziane de parcialidade e Aziz rebate: 'outros senadores foram convidados para dar golpe, ela não'

"Diferentemente de outros senadores que foram convidados para gravar ministro para dar um golpe, Eliziane não tem nada assim no currículo", disse o senador Omar Aziz

Marcos do Val, Eliziane Gama e Omar Aziz (Foto: Elaine Menke/Câmara dos Deputados | Edilson Rodrigues/Agência Senado | Pedro França/Agência Senado)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O senador Omar Aziz (PSD-AM) rebateu as críticas do senador bolsonarista Marcos Do Val (Podemos-ES) que questionou o fato da relatoria da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) que irá investigar aos atentados terroristas do dia 8 de janeiro, em Brasília, ficar sob aresponsabiliadde da senadora Eliziane Gama (PSB-MA) . De acordo com o bolsonarista, a parlamentar seria parcial por ser amiga do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino.

“A senadora Eliziane é uma senadora igual a todos nós. Eu também sou amigo de Dino e ministros de Lula. Assim como aqui tem pessoas amigas e parentes do ex-presidente Bolsonaro. Diferentemente de outros senadores que foram convidados para gravar ministro para dar um golpe, Eliziane não tem nada assim no currículo dela”, disse Aziz. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A fala de Aziz faz referência a trama golpista que envolvia gravar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes de maneira a justificar um golpe de Estado no Brasil. A trama, revelada em fevereiro pelo próprio Do Val, teria sido urdida por Jair Bolsonaro (PL), que teria pedido ao aliado para grampear ilegalmente o magistrado. 

Marcos Do Val também foi enquadrado pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), presidente provisório da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que irá investigar os atentados terroristas do dia 8 de janeiro, em Brasília, quando tentava tumultar a sessão de instalação do coegiado, nesta quinta-feira (25).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Vossa Excelência está sendo antiético, interrompendo seu colega. Eu sei da sua procedência da polícia, mas aqui é Senado, não é delegacia de polícia. Vossa Excelência se mantenha calado. Aqui é Senado Federal, se comporte como senador" disse Alencar após Marcos do Val interromper a fala do senador Eduardo Girão (Novo-CE).

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO