Dono de empresa que ofereceu CoronaVac três vezes mais cara a Pazuello já foi condenado por fraude em importação

Jaime José Tomaselli foi condenado pela Justiça Federal de Itajaí (SC), em maio de 2014, por participar de um conluio que fraudou documentos de importação de produtos

Eduardo Pazuello
Eduardo Pazuello (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Jaime José Tomaselli, que tem registrada em seu nome a World Brands,  empresa que ofereceu a Eduardo Pazuello 30 milhões de doses da vacina chinesa Coronavac por quase o triplo do preço negociado pelo Instituto Butantan, já foi condenado por fraude. O ex-ministro da Saúde prometeu a compra à empresa intermediadora. 

Reportagem do Estadão mostra que o empresário foi condenado pela Justiça Federal de Itajaí (SC), em maio de 2014, por participar de um conluio que fraudou documentos de importação de produtos.

A decisão do juiz Marcelo Micheloti aponta tentativa de "ocultar a real adquirente e ludibriar a fiscalização estatal" em relação a notas fiscais falsamente emitidas em nome de uma das empresas de Tomaselli, a Marfim. As notas eram referentes à importação de "carrinhos de controle remoto, embalagens em cartela de papel com plástico e lâmpadas fluorescentes".

PUBLICIDADE

O site da World Brands está registrado em nome da Marfim.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email