Eduardo Cunha vira réu por envolvimento em suposto esquema de propinas em combustíveis de aviação

Cunha, o ex-vice-governador do DF, Tadeu Filippelli, e outras cinco pessoas são acusadas de participarem de um esquema de propinas para baixar impostos em combustíveis da aviação

Eduardo Cunha
Eduardo Cunha (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Justiça de Brasília, segundo reportagem do Estado de S. Paulo nesta terça-feira (27), aceitou denúncia oferecida pelo Ministério Público do Distrito Federal contra o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, por participação em um suposto esquema de propinas para baixar impostos em combustíveis da aviação.

Junto de Cunha foram denunciados também o ex-vice-governador do DF, Tadeu Filippelli, e outras cinco pessoas. Com a denúncia aceita, todos os citados passam a ser réus em processo por corrupção e lavagem de dinheiro.

"Os elementos indiciários autorizam a abertura da ação penal em relação aos crimes imputados aos denunciados acima referidos, eis que há elementos de informação sobre as materialidades delitivas e indícios de autorias", manifestou o juiz Fernando Brandini Barbagalo, da 7ª Vara Criminal de Brasília.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email