HOME > Brasília

Em Brasília, manifestantes pedem moradia

Integrantes do movimento Força Nacional de Luta (FNL) ocuparam os prédios da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) e da Secretária de Patrimônio da União (SPU) pedindo por moradias no DF; a Dirigente Regional do FNL, Rita de Cássia, estava com o grupo que ocupou a SPU e informou que os militantes querem a destinação de áreas para o projeto Habitação Urbana

 Representantes Frente Nacional da Luta (FNL), chegaram ao prédio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), na Asa Norte, por volta das 6h e impediram a entrada de funcionários e invadiram o prédio (José Cruz/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Da Agência Brasil

Integrantes do movimento Força Nacional de Luta (FNL) ocuparam na manhã desta terça-feira (8) os prédios da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) e da Secretária de Patrimônio da União (SPU) pedindo por moradias no Distrito Federal.

A Dirigente Regional do FNL, Rita de Cássia, estava com o grupo que ocupou a SPU e informou que os militantes querem a destinação de áreas para o projeto Habitação Urbana. Ela disse que, assim que conseguirem agendar uma reunião com a superintendência do secretaria, vão desocupar o prédio. A SPU funciona no edifício-sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.

A Polícia Militar informou que o movimento tentou ocupar também o Buriti mas a ação foi impedida. Na Terracap houve confronto e um manifestante foi preso por danificar o patrimônio público. Algumas vidraças foram quebradas e houve um princípio de incêndio no local.

Manifestantes continuam no prédio da Codhab e do Dnit. No Ministério do Transporte a manifestação acontece na parte externa.

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: