Empregado pode ter matado delegado

Polcia Civil suspeita do homem que foi contratado por Elly Cordeiro dos Santos, padrasto do administrador de Brazlndia, Bolivar Rocha (foto), para fazer reparos na chcara onde morava, no Incra 9; caso investigado pela cpula da Segurana Pblica; governo divulgou nota de pesar

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília247 – O delegado aposentado Elly Cordeiro dos Santos, padrasto do administrador de Brazlândia, Bolivar Rocha, pode ter sido assassinado a pauladas e a pedradas pelo funcionário que contratou para prestar serviços em sua chácara, na área rural Incra 9, na região administrativa. De acordo com investigações da 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia), o suspeito estava com Santos momentos antes do crime, mas deixou o local quando os agentes chegaram. Na tarde desta terça-feira (17), o corpo de Santos será velado no Cemitério Campo da Esperança, a partir das 15h30, na capela 7. O enterro será às 17h30.

O ex-delegado foi encontrado morto na porta de casa, pela esposa, por volta das 18h desta segunda-feira (16). A polícia suspeita de latrocínio – roubo seguido de morte, mas não descarta que o crime tenha sido motivado por vingança. A caminhonete de Santos e uma pistola foram roubadas.

De acordo com as investigações, o assassino fugiu com o carro da vítima, que foi encontrado no início da noite, na QNN 5, em Ceilândia Norte. A polícia chegou ao automóvel depois de receber uma denúncia, feita por um menor, que alegou ter encontrado o veículo abandonado e aberto. A versão do garoto não convenceu os policiais, que o levaram para prestar mais esclarecimentos na Delegacia da Criança e do Adolescente.

O caso está sendo investigado por divisões especiais das polícias Civil e Militar.

Nota de pesar

Elly Cordeiro era padrasto do atual administrador de Brazlândia, Bolivar Rocha. Até o ano passado, Bolivar assumia o cargo de secretário Particular do governador Agnelo Queiroz. Ele deixou a pasta -- que foi extinta -- para assumir a Administração de Brazlândia, onde mora toda a família.

A morte de Santos causou comoção entre representantes do governo, que foram à residência de Bolivar Rocha para acompanhar a perícia e a investigação. “Estive presente para dar uma força a um amigo”, afirmou o secretário-chefe da Casa Militar , tenente-coronel Rogério Leão.

A Secretaria de Comunicação do Governo do Distrito Federal divulgou nota de pesar nesta terça-feira (17), na qual afirma lamentar profundamente o falecimento do delegado aposentado. Leia na íntegra:

O Governo do Distrito Federal (GDF) lamenta profundamente o

falecimento do senhor Elly Cordeiro dos Santos, pai do administrador

Regional de Brazlândia, José Bolivar da Rocha. O governador Agnelo

Queiroz se solidariza com familiares e amigos.

Os órgãos de segurança pública estão tomando todas as providências

para elucidar esse crime bárbaro de que Elly foi vítima. Os

responsáveis não ficarão impunes, assim como qualquer um que atente

contra a vida dos cidadãos do Distrito Federal. O GDF está confiante

na competência de nossas forças policiais na apuração das

circunstâncias desse crime.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email