Empresa argentina pode se instalar em Brasília

Governo do Distrito Federal apresentou a executivos da UnitecBlue, que atua no ramo de nanotecnologia, o Parque Tecnológico Capital Digital; na avaliação do secretário de Desenvolvimento Econômico do DF, Gutemberg Uchôa, se confirmada a vinda da empresa, Brasília estará na vanguarda da tecnologia

Governo do Distrito Federal apresentou a executivos da UnitecBlue, que atua no ramo de nanotecnologia, o Parque Tecnológico Capital Digital; na avaliação do secretário de Desenvolvimento Econômico do DF, Gutemberg Uchôa, se confirmada a vinda da empresa, Brasília estará na vanguarda da tecnologia
Governo do Distrito Federal apresentou a executivos da UnitecBlue, que atua no ramo de nanotecnologia, o Parque Tecnológico Capital Digital; na avaliação do secretário de Desenvolvimento Econômico do DF, Gutemberg Uchôa, se confirmada a vinda da empresa, Brasília estará na vanguarda da tecnologia (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasília - O governo do Distrito Federal apresentou nesta quarta-feira (21) a representantes da UnitecBlue, empresa argentina de nanotecnologia, o Parque Tecnológico Capital Digital com o objetivo de mostrar os diferenciais da cidade para a provável instalação da primeira fábrica de chips eletrônicos no país.

"As condições de mercado no Brasil são mais favoráveis do que na Argentina. Precisamos do apoio do governo em curto, médio e longo prazos para elaborar um plano de negócios e entender o alcance do nosso empreendimento", disse o diretor comercial da UnitecBlue, Horacio Huergo.

O diretor da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), José Humberto Matias, explicou ao grupo o processo de instalação da fábrica no Parque Tecnológico: "Queremos reunir empresas da área de tecnologia que dominem o mercado. Para isso, vamos negociar incentivos fiscais, tributários e creditícios", disse.

Durante a conversa, os secretários de Ciência, Tecnologia e Inovação, de Desenvolvimento Econômico e de Assuntos Internacionais procuraram apresentar algumas comodidades que a cidade oferece, como proximidade do parque, com áreas de lazer e moradia, além de um mercado consumidor.

"Temos o terceiro maior mercado de tecnologia do país. Este governo tem como prioridade atrair empresas de base tecnológica para que Brasília avance ainda mais nesse setor", destacou o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Glauco Rojas.

O secretário da Assessoria Internacional, Odilon Frazão, disse que pretende criar um grupo de trabalho para viabilizar a vinda da empresa: "A UnitecBlue é uma grande oportunidade dentro do planejamento estrutural do DF", declarou.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Gutemberg Uchôa, se confirmada a vinda da empresa, Brasília estará na vanguarda da tecnologia: "Será um ecossistema de inovação, que permitirá agregar empresas complementares que podem integrar a sua cadeia produtiva", defendeu.

A UnitecBlue faz parte da Corporación América, uma holding da Argentina que concentra seus negócios em diversas atividades, como administração e operações de aeroportos, terminais de carga e descarga, redes de varejo, agronegócio infraestrutura, energia e serviços.

A empresa mostrou interesse em erguer a fábrica no Parque Tecnológico durante missão da comitiva do GDF em Buenos Aires, no início do mês.

Atualmente, a UnitecBlue produz 150 milhões de chips por ano e é fornecedora da Visa, da MasterCard e da Redecard.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email