Ex de Bolsonaro fazia "chantagem" para permanecer à frente das rachadinhas, diz ex-funcionário da família (áudio)

Segundo Marcelo Luiz Nogueira dos Santos, a segunda mulher de Jair Bolsonaro, Ana Cristina Siqueira Valle, ameaçava expor histórias íntimas da relação do casal, caso perdesse o controle do esquema

Jair Bolsonaro e Ana Cristina Siqueira Valle
Jair Bolsonaro e Ana Cristina Siqueira Valle (Foto: Isac Nóbrega/PR | Reprodução/Globo)
Siga o Brasil 247 no Google News

Por Guilherme Amado, no Metrópoles - Marcelo Luiz Nogueira dos Santos, o ex-empregado que denunciou à coluna uma série de supostos crimes cometidos pela família Bolsonaro, afirma que Ana Cristina Valle, ex-mulher de Jair Bolsonaro, fazia chantagens com o então marido para permanecer à frente das rachadinhas nos gabinetes de Flávio e Carlos, o primeiro e segundo filhos do presidente, respectivamente. Segundo o ex-funcionário, Ana Cristina ameaçava expor histórias íntimas da relação do casal, caso perdesse o controle do esquema de desvio de dinheiro. A coluna optou por não reproduzir as histórias porque elas envolvem a privacidade de outras pessoas.

Marcelo conta que nem todas as histórias que Ana Cristina ameaçava espalhar sobre Bolsonaro eram verdadeiras.

“Isso aconteceu quando ele começou a ser pressionado pelos filhos, no negócio da rachadinha, e teve de tomar atitude. Foi quando ela foi ameaçar ele, dizendo que se ele fizesse algo, ela ia f*** com ele também”, conta Marcelo.

PUBLICIDADE

Leia a íntegra no Metrópoles.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email