CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasília

Ex-distrital é condenado por morte de jovem

Tribunal de Júri de Samambaia (DF) condenou o ex-deputado distrital Carlos Pereira Xavier a 16 anos de prisão por mandar assassinar um jovem de 16 anos, que era amante da esposa do parlamentar; este foi o primeiro caso de perda de mandato na Casa; o réu afirma ser inocente

Imagem Thumbnail
Tribunal de Júri de Samambaia (DF) condenou o ex-deputado distrital Carlos Pereira Xavier a 16 anos de prisão por mandar assassinar um jovem de 16 anos, que era amante da esposa do parlamentar; este foi o primeiro caso de perda de mandato na Casa; o réu afirma ser inocente (Foto: Leonardo Lucena)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Brasília 247 – O Tribunal de Júri de Samambaia (DF) condenou na madrugada desta terça-feira (8) o ex-deputado distrital Carlos Pereira Xavier a 16 anos de prisão por mandar assassinar um jovem de 16 anos, que era amante da esposa do parlamentar. Este foi o primeiro caso de perda de mandato na Casa. O réu afirma ser inocente.

O crime ocorreu em 2004, quando Xavier era do PMDB. O distrital diz que foi incriminado e nega ter tido contato com o autor do crime. "Estão me acusando, mas nunca ameacei ninguém, jamais, sou uma pessoa cristã", declarou Xavier, em entrevista ao G1 Distrito Federal.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

De acordo com a denúncia, Xavier contratou um rapaz identificado como Eduardo Gomes da Silva, a Risadinha, por R$ 15 mil a fim de executar o crime. Curiosamente, Risadinha já havia sido condenado a 19 anos e três meses de prisão por outro crime cometido. Silva pagou R$ 2 mil para Leandro Dias Duarte e outro adolescente para matar o garoto. A denúncia apontou, ainda, que o adolescente foi o autor do disparo.

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO