Fachin: 'meta do TSE é tem mais de 100 observadores internacionais'

O presidente do tribunal deu suas informações em um contexto no qual Jair Bolsonaro vem fazendo ameaças de golpe

www.brasil247.com - Edson Fachin
Edson Fachin (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)


247 - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, disse nesta terça-feira (17) que o órgão pretende contar com uma centena de observadores internacionais para o acompanhamento das eleições de outubro. "Nossa meta é ter mais de 100 observadores internacionais durante o processo eleitoral no Brasil", disse Fachin no evento 'Democracia e Eleições na América Latina e os Desafios das Autoridades Eleitorais'. O juiz deu suas informações aos presentes na palestra em um contexto no qual Jair Bolsonaro (PL) vem fazendo ameaças de golpe, ao criticar o sistema eleitoral brasileiro e ao defender a atuação das Forças Armadas na checagem do resultado das eleições.

O magistrado informou que fez convites para grupos acompanharem o processo eleitoral brasileiro. Entre eles, a Organização dos Estados Americanos (OEA), a Rede Eleitoral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a Fundação Internacional para Sistemas Eleitorais (IFES), o Parlamento do Mercosul, a União Interamericana de Organismos Eleitorais (UNIORE) e a Rede Mundial de Justiça Eleitoral.

De acordo com o presidente do TSE, a medida tem como objetivo "garantir a vinda ao Brasil, antes e durante as eleições, não apenas dos organismos que já mencionamos, mas de diversas autoridades europeias e de outros continentes que tenham interesse em acompanhar de perto o processo eleitoral brasileiro de outubro próximo". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No mesmo evento, Fachin demonstrou preocupação com o cenário externo de "agressões" às instituições brasileiras

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email