Flagrantes da Lei Seca caem no 1º trimestre

Abrandamento da lei pode ser um dos fatores para a diminuição das autuações; Detran esclarece que não houve diminuição no número de blitz no Distrito Federal; comparado com o 1º trimestre  do ano passado o número de pessoas que foram pegas alcoolizadas caiu 40%

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – O número de pessoas que foram multadas por beber e dirigir caiu drasticamente no primeiro semestre de 2012. Em 2011 foram efetuadas 2.777 autuações em blitz da lei seca nos três primeiros meses do ano, no ano de 2012 foram feitos 1.655 flagrantes no mesmo período, uma redução de 40%.

De acordo com o Detran-DF o número de blitz não sofreu redução nos três primeiros meses do ano. Um dos exemplos citados foi à operação Funil que flagrou, desde janeiro, 400 condutores alcoolizados. Segundo o diretor de Policiamento e Fiscalização do Detran, Nelson Leite, existem outras seis operações específicas da Lei Seca e mais a atuação da Polícia Militar.

No mês de março uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) apontou que o bafômetro ou o exame de sangue são as únicas provas incontestáveis para incriminar um condutor alcoolizado. Como a legislação permite que os condutores não gerem provas contra si, a decisão do STJ deixou mais branda as investigações da Lei Seca.

Com informações do Correio Braziliense e da BandNews FM.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247