Força-tarefa para prevenir incêndios

Em sua 16 edio; frum de preveno e combate a incndios encerra nesta quarta-feira com objetivo de estabelecer metas de combate para a seca de 2012

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – Evento realizado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães pretende avaliar as ações combate a incêndios florestais no ano passado e estabelecer as metas de trabalho para o período de seca que se aproxima.

O evento que termina hoje as 17 h auxilia o trabalho dos órgãos envolvidos no combate aos incêndios no Distrito Federal. "Nosso objetivo nesta edição é resgatar a função do Fórum", afirmou a gerente de Emergência e Riscos Ambientais do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Andréa Pereira.

De acordo com a gerente, entre os temas programados para serem debatidos no evento estão: as ações de educação ambiental, a influência da gestão de resíduos sólidos na incidência de incêndios em unidades de conservação e a importância dos simulados de incêndio florestal.

Um bom exemplo da eficácia das soluções produzidas pelo Fórum foi aquisição de 150 bombas costais, realizada em 2011 pelo Ibram. Utilizadas por agentes de parques para eliminar pequenos focos de incêndio, o equipamento auxiliou na redução do volume de hectares queimados em 2011 em quase 20%, explicaram técnicos do Instituto.

O Fórum conta com a participação de representantes do Corpo de Bombeiros, Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Parque Nacional de Brasília e Jardim Botânico.

Plano de prevenção

Instituído em 1996, o Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais mobiliza diversos órgãos para otimizar o emprego dos recursos disponíveis em ações de prevenção e combate a incêndios nas unidades de conservação, em especial aquelas que compõem as Zonas Núcleo da Reserva da Biosfera do Cerrado – Fase I. São elas: Parque Nacional de Brasília, Jardim Botânico, Estação Ecológica de Águas Emendadas (Esecae), Reserva Ecológica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Fazenda Água Limpa da Universidade de Brasília.

Com informações da Agência Brasília.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email