Forças Armadas vão ao TSE nesta quarta-feira inspecionar código-fonte da urna

O Tribunal Superior Eleitoral atendeu a um pedido feito pelo Ministério da Defesa

www.brasil247.com -
(Foto: ABR)


247 - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) agendou para quarta-feira (3), de 10h até 18h, o acesso de técnicos das Forças Armadas ao código-fonte da urna eletrônica, após um pedido feito pelo ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira. A informação foi publicada nesta terça-feira (2) pelo portal Poder360

Em ofício enviado ao ministério da Defesa em 6 de outubro de 2021,  o então presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que "os códigos-fonte dos programas que compõem o sistema eletrônico de votação estão disponíveis para inspeção de suas evoluções, das 10h às 18h, na Sala Multiuso, localizada no subsolo do Edifício Sede deste Tribunal”. 

De acordo com o TSE, os partidos PV, PL, PTB, a Controladoria Geral da União (CGU), o Ministério Público Federal (MPF), a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), a Senado e a Polícia Federal (PF) inspecionaram, estão inspecionando ou já fizeram solicitação para acessar o código-fonte.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Jair Bolsonaro (PL) tem feito acusações sem provas contra o sistema eleitoral ao dizer que ele não é seguro. O ocupante do Planalto defende a atuação das Forças Armadas na apurações do resultado das eleições. A oposição ao governo e setores progressistas da sociedade alertam para uma possível tentativa de golpe se ele perder em outubro. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email