Fux diz que STF está vigilante contra qualquer forma de agressão

“Esta Corte mantém-se vigilante contra qualquer forma de agressão à instituição, na medida em que ofendê-la representa notório desprezo pela democracia”, afirmou o vice-presidente do STF, ministro Luiz Fux. Bolsonaristas alvos de uma ação contra fake news ameaçaram a Corte

www.brasil247.com -
(Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)


Por André Richter - Repórter da Agência Brasil - Brasília

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, defendeu nesta quarta-feira (27) a atuação da Corte e disse que o Supremo está “vigilante contra qualquer forma de agressão à instituição”. 

Na abertura da sessão desta tarde, Fux leu uma nota na qual afirmou que os ministros atuam de forma independente e que suas decisões são prudentes. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“O Brasil é testemunha de que o Supremo Tribunal Federal de ontem e de hoje atua não apenas pela independência de seus juízes, mas também pela prudência de suas decisões, pela construção de uma visão republicana de país e pela busca incansável da harmonia entre os Poderes”, disse. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fux também manifestou apoio ao ministro Celso de Mello, relator do inquérito que apura a suposta interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF) e o crime de denunciação caluniosa por parte do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o vice-presidente do Supremo, Mello é o líder incansável da Corte na “concretização de tantos direitos e garantias fundamentais dos cidadãos brasileiros”. O ministro Celso de Mello foi nomeado para o STF em 1989. 

“Por todos esses motivos, esta Corte mantém-se vigilante contra qualquer forma de agressão à instituição, na medida em que ofendê-la representa notório desprezo pela democracia”. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ontem (26), os ministros da Segunda Turma da Corte também defenderam a independência do Poder Judiciário.

Fux está no comando STF devido ao período de licença médica do presidente, Dias Toffoli. No sábado (23), Toffoli passou por uma cirurgia para retirada de um “pequeno abscesso”. Apesar de a cirurgia ter transcorrido bem, o ministro apresentou sintomas da covid-19 e continua internado para observação. Os primeiros exames deram negativo para o novo coronavírus.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email