Gasolina sobe R$ 0,20 após reajuste do ICMS no DF

Postos de combustível em todo o Distrito Federal aumentaram o preço da gasolina nesta quinta-feira (7); em alguns locais, o combustível passou a custar R$ 3,97, o que representa R$ 0,20 a mais do que o preço médio apontado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) na semana passada; de acordo com o Sindicombustíveis, o aumento tem como objetivo compensar o reajuste do ICMS que incide sobre o combustível; a Câmara Legislativa havia aprovado o aumento de impostos sobre o preço da gasolina, e o ICMS taxado sobre o combustível subiu de 25% para 28%

Postos de combustível em todo o Distrito Federal aumentaram o preço da gasolina nesta quinta-feira (7); em alguns locais, o combustível passou a custar R$ 3,97, o que representa R$ 0,20 a mais do que o preço médio apontado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) na semana passada; de acordo com o Sindicombustíveis, o aumento tem como objetivo compensar o reajuste do ICMS que incide sobre o combustível; a Câmara Legislativa havia aprovado o aumento de impostos sobre o preço da gasolina, e o ICMS taxado sobre o combustível subiu de 25% para 28%
Postos de combustível em todo o Distrito Federal aumentaram o preço da gasolina nesta quinta-feira (7); em alguns locais, o combustível passou a custar R$ 3,97, o que representa R$ 0,20 a mais do que o preço médio apontado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) na semana passada; de acordo com o Sindicombustíveis, o aumento tem como objetivo compensar o reajuste do ICMS que incide sobre o combustível; a Câmara Legislativa havia aprovado o aumento de impostos sobre o preço da gasolina, e o ICMS taxado sobre o combustível subiu de 25% para 28% (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - Postos de combustível em todo o Distrito Federal aumentaram o preço da gasolina nesta quinta-feira (7). Em alguns locais, o combustível passou a custar R$ 3,97, o que representa R$ 0,20 a mais do que o preço médio apontado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) na semana passada. De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis (Sindicombustíveis), o aumento tem como objetivo compensar o reajuste no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre o combustível.

A Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou, em fevereiro do ano passado, o aumento de impostos sobre o preço da gasolina. O ICMS taxado sobre o combustível subiu de 25% para 28%. O valor do imposto sobre o diesel também aumento, de 12% para 15%. As mudanças passaram a valer neste ano.

O diretor do Sindicombustíveis Daniel Benquerer afirmou que o mercado tem liberdade na política de tarifas. "O aumento é aquele aprovado pelos deputados distritais e pelo governador. Cada posto é livre para colocar o preço que achar necessário", disse, conforme relato do G1.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247