George Marques: Moro hoje tem sua própria seita

Além dos pedidos de 'Fora Renan', o que se viu foi um endeusamento à figura do juiz Sérgio Moro. Para muitos dos que estavam ali a Lava-Jato virou uma seita incriticável. Cartazes de "Sérgio Moro é intocável" foram exibidas sem qualquer constrangimento, abrindo espaço para o endeusamento de figuras que se põe acima dos Céus e da Terra; análise de George Marques

Brasília - O Movimento Vem Pra Rua realiza manifestações em todo o país. O ato é em apoio à Operação Lava Jato e contra a corrupção e a forma de se fazer política no Brasil (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Brasília - O Movimento Vem Pra Rua realiza manifestações em todo o país. O ato é em apoio à Operação Lava Jato e contra a corrupção e a forma de se fazer política no Brasil (Marcello Casal Jr/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Attuch)

Por George Marques, em seu Facebook

Acompanhei há pouco em Brasília uma passeata que mais parecia um culto religioso do que uma manifestação política. Inicialmente avisaram no carro de som que não seria uma marcha "Fora, Temer". Explicaram que confiam no presidente e que darão uma chance a ele para 'salvar o Brasil do PT'. Temer, que é do PMDB e se lambuzou juntamente com o PT em esquemas de corrupção até quando a governabilidade lhe impôs uma aliança saudável.

Além dos pedidos de 'Fora Renan', o que se viu foi um endeusamento à figura do juiz Sérgio Moro. Para muitos dos que estavam ali a Lava-Jato virou uma seita incriticável. Cartazes de "Sérgio Moro é intocável" foram exibidas sem qualquer constrangimento, abrindo espaço para o endeusamento de figuras que se põe acima dos Céus e da Terra. Tisc, tisc, tisc...

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247