Gilmar cita Intercept e dispara contra Lava Jato: passou todos os limites

Ministro fez discurso efusivo ao final da sessão desta quinta-feira 26, que foi suspensa quando já tinha maioria de 6 a 3 a favor de um recurso que pode resultar em anulação de outras sentenças da investigação, baseado na anulação da condenação de Bendine. "E tem gente que treme!", disse ainda Gilmar Mendes

Ministro Gilmar Mendes, do STF, critica a Lava Jato
Ministro Gilmar Mendes, do STF, critica a Lava Jato (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Gilmar Mendes fez um discurso contundente contra a Lava Jato ao final da sessão desta quinta-feira 26 no Supremo Tribunal Federal, que julgava um habeas corpus que defende que réus delatados deveriam apresentar alegações finais após os réus delatores em ação penal. A decisão do julgamento pode resultar na anulação de sentenças de outros casos, inclusive o do ex-presidente Lula.

Gilmar Mendes citou o site The Intercept, responsável pelos vazamentos de conversas de autoridades da Lava Jato, conhecidos como 'Vaza Jato'. "De fato, falam mal de nós, chamam a nós de vagabundos. Queriam interferir na distribuição do processo. Falam mal do ministro Fachin", disse o ministro.

"E tem gente que treme!", continuou. "Esse pessoal pasou de todos os limites, mentindo, agredindo a Corte. E nós 'ah, temos que atender a Lava Jato'. Vamos um pouco honrar as calças que vestimos". Assista a um trecho:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247