Gilmar suspende uso de tornozeleira em Guido Mantega

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu nesta quarta-feira, 28, decisão do juiz Luiz Antonio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba, para que o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega se apresente à Justiça, onde seria instalada nele uma tornozeleira

Mantega anuncia medidas para a indústria
Mantega anuncia medidas para a indústria (Foto: UESLEI MARCELINO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu nesta quarta-feira, 28, decisão do juiz Luiz Antonio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba, para que o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega se apresente à Justiça, onde seria instalada nele uma tornozeleira.

Segundo a jornalista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo, a decisão se refere a processo em que o ministro é investigado por supostamente receber propina de executivos da Odebrecht.

O advogado Fabio Tofic Simantob, que representa Mantega, pediu ao tribunal que retirasse de Curitiba o processo contra o ex-ministro, porque, segundo ele, nada tem a ver com a Petrobras e por isso não deveria ser investigado pela força-tarefa do Paraná.

O Ministério Público Federal fez o pedido alegando que Mantega pode fugir para a Itália, já que possui nacionalidade italiana. Segundo o advogado, os crimes investigados já têm quase uma década. No período, o ex-ministro sempre compareceu a todas as audiências marcadas, jamais dando sinais de que poderia sair do Brasil (leia mais no Brasil 247).

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247