Gim diz que Celina Leão recebia R$ 420 mil em esquema do Detran

O ex-senador Gim Argello afirmou em conversa gravada pela deputada distrital Liliane Roriz (PTB) que a presidente afastada da Câmara Legislativa, Celina Leão (PPS), recebia R$ 420 mil mensais em um suposto esquema no Detran; ele contou que a deputada denunciada por corrupção passiva na Operação Drácon teria participação em um suposto esquema envolvendo a publicidade da CLDF; “O Detran fez um acerto com a Celina para todo mês… vão pedir lá R$ 420 mil pago pra ela, todo mês isso. É um esqueminha que pagam para ela todo mês isso, entendeu? Outro esqueminha é que pagam na publicidade da Câmara, mas não sei o quê”, afirmou o ex-senador

O ex-senador Gim Argello afirmou em conversa gravada pela deputada distrital Liliane Roriz (PTB) que a presidente afastada da Câmara Legislativa, Celina Leão (PPS), recebia R$ 420 mil mensais em um suposto esquema no Detran; ele contou que a deputada denunciada por corrupção passiva na Operação Drácon teria participação em um suposto esquema envolvendo a publicidade da CLDF; “O Detran fez um acerto com a Celina para todo mês… vão pedir lá R$ 420 mil pago pra ela, todo mês isso. É um esqueminha que pagam para ela todo mês isso, entendeu? Outro esqueminha é que pagam na publicidade da Câmara, mas não sei o quê”, afirmou o ex-senador
O ex-senador Gim Argello afirmou em conversa gravada pela deputada distrital Liliane Roriz (PTB) que a presidente afastada da Câmara Legislativa, Celina Leão (PPS), recebia R$ 420 mil mensais em um suposto esquema no Detran; ele contou que a deputada denunciada por corrupção passiva na Operação Drácon teria participação em um suposto esquema envolvendo a publicidade da CLDF; “O Detran fez um acerto com a Celina para todo mês… vão pedir lá R$ 420 mil pago pra ela, todo mês isso. É um esqueminha que pagam para ela todo mês isso, entendeu? Outro esqueminha é que pagam na publicidade da Câmara, mas não sei o quê”, afirmou o ex-senador (Foto: Valter Lima)

247 - O ex-senador Gim Argello afirmou em conversa gravada pela deputada distrital Liliane Roriz (PTB) que a presidente afastada da Câmara Legislativa, Celina Leão (PPS), recebia R$ 420 mil mensais em um suposto esquema no Detran. Ele contou que a deputada denunciada por corrupção passiva na Operação Drácon teria participação em um suposto esquema envolvendo a publicidade da CLDF.

“O Detran fez um acerto com a Celina para todo mês… vão pedir lá R$ 420 mil pago pra ela, todo mês isso. É um esqueminha que pagam para ela todo mês isso, entendeu? Outro esqueminha é que pagam na publicidade da Câmara, mas não sei o quê”, afirmou o ex-senador.

Celina teria indicado nomes para cargos importantes no Detran, entre eles o diretor do órgão, Jaime Amorim. Ela emplacou também Alcidino Vieira na chefia da Procuradoria-Jurídica do departamento, irmão do braço direito da parlamentar, Sandro Vieira. Alcidino foi exonerado em junho, quando a então presidente do Legislativo local rompeu com o Palácio do Buriti.

A gravação consta dos arquivos encontrados pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) no celular de Liliane, colaboradora da Operação Drácon, que investiga a destinação de emendas parlamentares em troca de propina.

A conversa ocorreu no dia 4 de abril deste ano, oito dias antes de Gim ser preso pela Lava Jato, acusado de cobrar propina de empreiteiras para não convocá-las para depor da CPI da Petrobras, quando ainda era senador.

Celina Leão negou participar de qualquer tipo de esquema no órgão e que tenha indicações no governo. 

Os áudios estão disponíveis aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247