Guedes chama Marcos Pontes de "burro" e diz que se pergunta: 'o que estou fazendo aqui?'

O ministro Paulo Guedes afirmou que sempre defendeu o investimento em ciência, mas, de acordo com ele, o dinheiro foi parar em ‘foguetes’. Nesse momento, usou a palavra "burro" para classificar o ministro Marcos Pontes

www.brasil247.com - Subprocurador pede que TCU investigue gastos de Paulo Guedes.
Subprocurador pede que TCU investigue gastos de Paulo Guedes. (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ministro Paulo Guedes (Economia) se referiu nessa terça-feira (26) ao ministro Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) como "burro" e disse que "às vezes eu mesmo me pergunto o que estou fazendo aqui". 

Durante encontro com integrantes da comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados, Guedes também disse que há muita incompetência na gestão do dinheiro público no atual governo. Segundo ele, há ministros que não executam os recursos que estão disponíveis e deixam valores parados, sem utilização. As informações foram publicadas pela coluna Painel

Guedes afirmou que sempre defendeu o investimento em ciência, mas, de acordo com ele, o dinheiro foi parar em ‘foguetes’. Nesse momento, usou a palavra "burro" para classificar o gestor.

PUBLICIDADE

Membros  da comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara travam uma briga para ter de volta R$ 600 milhões de recursos retirados do ministério da área. No local estavam deputados da base e de oposição.

Sobre Marcos Pontes, Guedes deu a entender que o colega de Esplanada vive no ‘espaço’ e não entende de gestão. 

PUBLICIDADE

O ministro da Economia também disse que pode conversar para devolver o dinheiro cortado do Ministério da Ciência, mas disse que não negociará com o "astronauta", mas apenas com técnicos que entendam do assunto.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email