Guedes vai apresentar “cardápio” com programas que podem ser cortados para viabilizar Renda Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deve apresentar na próxima terça-feira aos líderes da base do governo uma espécie de “cardápio de ações” que podem ser cortadas para viabilizar o pagamento de R$ 300 do Renda Brasil. Na lista, constam itens como auxílio reclusão, salário maternidade, pensão rural e seguro-desemprego

Paulo Guedes
Paulo Guedes (Foto: Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ministro da Economia, Paulo Guedes, deve apresentar na próxima terça-feira (1) aos líderes da base do governo uma espécie de “cardápio de ações” que podem ser cortadas para viabilizar o pagamento de R$ 300 do Renda Brasil. O novo programa do governo deve ser pago a partir do ano que vem. Na lista de possíveis sacrifícios, Guedes incluiu itens como auxílio reclusão, salário maternidade, pensão rural e seguro-desemprego. A reportagem é do jornal Folha de S. Paulo.  

O convite para a conversa foi feito por Jair Bolsonaro a congressistas. O governo precisa mostrar que o Renda Brasil varia de acordo com os cortes de outras ações, sendo necessário arrecadar cerca de R$ 25 bilhões para tirar o projeto do papel, acrescenta a reportagem. 

O desafio para Guedes será apresentar mudanças constitucionais que eliminam regras de correção automática de despesas públicas, como reajuste de servidores e salário mínimo, uma vez que Jair Bolsonaro declarou que não pretende "tirar dos pobres para dar aos paupérrimos".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247