Hacker criptografa todos os processos e emails do STJ

Um hacker invadiu o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e criptografou todo o acervo de processos da Corte. Também foi bloqueado o acesso às caixas de email de ministros do órgão

Superior Tribunal de Justiça
Superior Tribunal de Justiça (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O hacker que invadiu o Superior Tribunal de Justiça (STJ) criptografou todo o acervo de processos da Corte. Os dados e sistemas que estavam nos servidores do STJ foram todos criptografados. Também foi bloqueado o acesso às caixas de email de ministros do órgão. A informação foi divulgada por uma fonte, conforme relato feito pelo site O Bastidor

Técnicos do tribunal e peritos de empresas terceirizadas ainda não conseguiram quebrar a criptografia.

Em seu site, o STJ informou que "funcionará em regime de plantão até a próxima segunda-feira (9), e durante esse período estarão suspensas todas as sessões de julgamento por videoconferência e também as sessões virtuais destinadas à apreciação de recursos internos (agravos internos, agravos regimentais e embargos de declaração), bem como as audiências".  

"As medidas, disciplinadas em resolução publicada nesta quarta-feira (4), foram adotadas em razão de uma invasão detectada na rede de informática do tribunal na tarde de terça-feira (3), quando estavam em andamento as sessões por videoconferência das seis turmas julgadoras", afirmou a instituição. 

De acordo com o STJ, "o presidente do tribunal, ministro Humberto Martins, acionou a Polícia Federal para investigar o ataque". 

"A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (STI) está trabalhando na recuperação dos sistemas para restabelecer todos os serviços da corte o mais rapidamente possível. Nesse período, medidas urgentes como liminares em habeas corpus serão decididas pela presidência do tribunal. As petições devem ser encaminhadas para o e-mail [email protected]". 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247