Irmão de Nelson Piquet paga fiança e é liberado

Geraldo Piquet acusado de crime ambiental; apesar de ser inafianvel, o advogado conseguiu uma liminar e Geraldo pode sair depois de desembolsar cerca de R$ 9.300; desmatamento de quatro km de rea de preservao ambiental seria para a ampliao de uma pista de pouso

Brasília 247 – Geraldo Piquet, irmão do ex-piloto Nelson Piquet, é acusado de crime ambiental. Geraldo foi preso em flagrante na quinta-feira 3. Ele seria responsável pelo desmatamento de quatro km² para a ampliação em 100 metros da pista de pouso da Fazenda Piquet. Apesar do crime ser inafiançável, o advogado de Geraldo conseguiu uma liminar na tarde desta sexta-feira permitindo a fiança. Depois de pagar cerca R$ 9.300, referente a 15 salários mínimos, o acusado foi liberado.

O crime foi identificado durante um sobrevoo para identificar possíveis pontos de parcelamento ambiental. De acordo com a polícia, a obra começou há cerca de um mês e sem autorização ambiental ou estudo de impacto ao meio ambiente.

A Fazenda Piquet está localizada a menos de quatro quilômetros da Ponte JK e atrás do Condomínio Solar de Brasília. A pista de pouso da fazenda tinha 760 metros e estava sendo ampliada em mais 100 metros. A área desmatada faz parte da área de preservação permanente do São Bartolomeu.

Segundo a assessoria de comunicação do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Distrito Federal, Geraldo Piquet já tinha sido notificado no dia 27 de abril. Apesar de ter pedido a autorização, o responsável pela fazenda não esperou a concessão para iniciar a ampliação.

A delegacia do Meio Ambiente tem 30 dias para concluir as investigações. A pena Vaira de um a três anos, mas se for comprovado interesses comerciais pode chegar a cinco anos de detenção.

Com informações do Bom dia DF, Correio Braziliense e Band News.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247