Janot diz que defesa de corruptos tenta desqualificar investigadores

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou nesta terça-feira (12) que, diante das provas robustas de corrupção coletadas pelo Ministério Público, resta aos investigados tentar "desacreditar" os investigadores; "Nunca se viu, em toda a nossa história, tantas investigações abertas, tantos agentes públicos e privados investigados, processados e presos. As instituições estão funcionando", disse Janot

janot
janot (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou nesta terça-feira (12) que, diante das provas robustas de corrupção coletadas pelo Ministério Público, resta aos investigados tentar "desacreditar" os investigadores.

"Nunca se viu, em toda a nossa história, tantas investigações abertas, tantos agentes públicos e privados investigados, processados e presos. As instituições estão funcionando", disse Janot.

"As reações também têm sido proporcionais. Como não há escusas pelos fatos descobertos, tantos são os fatos e tão escancaradamente comprovados, que a estratégia de defesa não pode ser outra senão tentar desconstituir, desacreditar a figura das pessoas encarregadas do combate à corrupção."

Janot participou do lançamento da campanha Todos Juntos Contra Corrupção, na sede do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público), em Brasília.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247