Janot pede ajuda dos EUA para investigar Petrobras

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e um grupo de procuradores que atua na força-tarefa de investigação da Operação Lava Jato viajou nessa sexta-feira, 6, para os Estados Unidos, para pedir apoio das autoridades americanas nas investigações sobre as fraudes na Petrobras; na agenda do grupo estão previstas reuniões com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, Agência Federal de Investigação (FBI) e Organização dos Estados Americanos (OEA); há também encontro na Securities and Exchange Commission (SEC), órgão que fiscaliza o mercado de capitais americano

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e um grupo de procuradores que atua na força-tarefa de investigação da Operação Lava Jato viajou nessa sexta-feira, 6, para os Estados Unidos, para pedir apoio das autoridades americanas nas investigações sobre as fraudes na Petrobras; na agenda do grupo estão previstas reuniões com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, Agência Federal de Investigação (FBI) e Organização dos Estados Americanos (OEA); há também encontro na Securities and Exchange Commission (SEC), órgão que fiscaliza o mercado de capitais americano
Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e um grupo de procuradores que atua na força-tarefa de investigação da Operação Lava Jato viajou nessa sexta-feira, 6, para os Estados Unidos, para pedir apoio das autoridades americanas nas investigações sobre as fraudes na Petrobras; na agenda do grupo estão previstas reuniões com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, Agência Federal de Investigação (FBI) e Organização dos Estados Americanos (OEA); há também encontro na Securities and Exchange Commission (SEC), órgão que fiscaliza o mercado de capitais americano (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News

Brasília 247 - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e um grupo de procuradores que atua na força-tarefa de investigação da Operação Lava Jato viajaram nessa sexta-feira, 6, para os Estados Unidos. Janot irá pedir apoio das autoridades americanas nas investigações sobre as fraudes na Petrobras.

O PGR participará de reuniões com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a Agência Federal de Investigação (FBI), Banco Mundial e a Organização dos Estados Americanos (OEA).

Também viajam aos EUA no mesmo período dois integrantes da força-tarefa que conduz as investigações no Paraná: Deltan Dallagnol, coordenador dos trabalhos na 1ª instância, e o procurador Carlos Fernando Lima.

Os dois, junto com o procurador Marcello Miller, vão participar de reunião técnica com Departamento de Justiça e com a Securities and Exchange Commission (SEC), na qualidade de representante do Ministério Público Federal. A SEC é o órgão que fiscaliza o mercado de capitais americano. O Departamento de Justiça e a Securities and Exchange Comission estão investigando as fraudes na Petrobras por iniciativa própria desde o ano passado. A previsão é que o grupo volte ao Brasil na quinta-feira, 12.

PUBLICIDADE

É a segunda viagem internacional de procuradores da República relacionada às investigações na Petrobras. Em janeiro, uma delegação da PGR foi à Suíça buscar novos documentos ligados ao escândalo de corrupção na petroleira brasileira.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email