Laudo confirma que bebê foi vítima de violência sexual

Documento preliminar do IML de Luzinia mostra que a criana de seis meses morreu por traumatismo crnio-enceflico, mas antes foi vtima de estupro; os pais da menina esto presos e j prestaram depoimento

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – Mais um crime de violência sexual choca os moradores do Distrito Federal (DF) e Entorno. Thauane dos Santos Barbosa Lima, um bebê de seis meses, faleceu no último domingo (22) vítima de traumatismo crânio-encefálico. O laudo preliminar do Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia, divulgado nesta segunda-feira (26), revelou que antes do traumatismo, Thauane sofre violência sexual. Os pais da menina são acusados do crime.

Levada pelos pais, a criança deu entrada no Hospital Municipal de Santo Antônio Descoberto, no Entorno do DF. A enfermeira, ao identificar lesões e hematomas na cabeça e na genitália do bebê, acionou imediatamente o Copon, e posteriormente o Conselho Tutelar e a Polícia Civil.

O pai, de 29 anos, e a mãe, de 19, ficarão presos até a decisão da Justiça. Eles devem responder por homicídio doloso, maus-tratos e abuso sexual, o homem como autor do crime e a mulher por conivência.

De acordo com o delegado chefe do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) de Santo Antônio do Descoberto, Kléber Martins, as versões apresentadas são contraditórias. “Muitas vezes, ele chegava em casa bêbado e me agredia. Além disso, ele já bateu nas minhas duas filhas e até mesmo colocou o bebê em cima de uma mesa que estava cheia de formigas”, afirma a mão. O pai do bebê nega as acusações. “Essa é minha primeira filha. Por que eu faria isso com ela?”, questiona o homem.

Com informações do Correio Braziliense e do portal G1.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email