Maia diz que suspensão de operações contra o desmatamento é “inaceitável”

Segundo o presidente da Câmara dos Deputados, as medidas do Ministério do Meio Ambiente “são incompreensíveis e inaceitáveis”

Rodrigo Maia
Rodrigo Maia (Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a decisão anunciada pelo Ministério do Meio Ambiente de suspender verbas para ações contra desmatamento da no Brasil é "inaceitável".

"Tais medidas são, pois, incompreensíveis e inaceitáveis. Informo à sociedade brasileira que a Câmara dos Deputados já estuda o caso e irá se socorrer da jurisdição constitucional para sustar a decisão de bloqueio de recursos e desmobilização das equipes de combate ao desmatamento ilegal e aos incêndios", diz Maia.

O Ministério do Meio Ambiente, comandado por Ricardo Salles, anunciou nesta sexta-feira, (28) a suspensão de todas as operações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia e às queimadas no Pantanal. A medida entra em vigor na próxima segunda-feira, 31. 

PUBLICIDADE

Em nota divulgada à imprensa, o Ministério do Meio Ambiente afirmou que, em relação ao combate ao desmatamento ilegal na Amazônia, serão suspensas as atividades de 77 fiscais, 48 viaturas e 2 helicópteros do Ibama, e 324 fiscais do ICMBio.

Já em relação às queimadas, serão desativados os trabalhos de 1.346 brigadistas, 86 caminhonetes, 10 caminhões e 4 helicópteros do Ibama, além de 459 brigadistas e 10 aeronaves Air Tractor do ICMBio. 

PUBLICIDADE

O ministério justificou a paralisação das atividades, que poderão resultar no aumento do desmatamento na Amazônia e do incêndios na região do Pantanal, a um bloqueio financeiro de R$ 60,6 milhões determinado pela Secretaria de Orçamento Federal em verbas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email