Maia se atrapalha com hino nacional e vira piada nas redes

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), foi parar nos trendtopics do Twitter, na manhã desta segunda-feira; tudo isso porque se atrapalhou ao tentar cantar o hino nacional na cerimônia de posse da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge; "É sério que o Rodrigo Maia não sabe cantar o hino nacional? Estamos indo cada vez mais pro fundo do poço", escreveu um internauta no Twitter

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), foi parar nos trendtopics do Twitter, na manhã desta segunda-feira; tudo isso porque se atrapalhou ao tentar cantar o hino nacional na cerimônia de posse da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge; "É sério que o Rodrigo Maia não sabe cantar o hino nacional? Estamos indo cada vez mais pro fundo do poço", escreveu um internauta no Twitter
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), foi parar nos trendtopics do Twitter, na manhã desta segunda-feira; tudo isso porque se atrapalhou ao tentar cantar o hino nacional na cerimônia de posse da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge; "É sério que o Rodrigo Maia não sabe cantar o hino nacional? Estamos indo cada vez mais pro fundo do poço", escreveu um internauta no Twitter (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - A posse da Procuradoria Geral da República era de Raquel Dodge, mas quem roubou a cena foi o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), ao deixar claro, ao vivo e a cores, que não sabia cantar o Hino Nacional.

Rapidamente, Maia foi parar nos trendtopics do Twitter com inúmeros comentários e memes.

Outra coisa que chamou a atenção de público e imprensa foi a mesa. Além da empossada e da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, todos os outros presentes, Rodrigo Maia, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB) e, é claro, Michel Temer (PMDB), são investigados por corrupção.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247